quinta-feira, 17 de novembro de 2022

Dois vereadores de Vicência correm risco de serem cassados pelo TRE-PE

 

O pleno do TRE vem tomando decisões sempre de cassar os mandatos de vereadores que participaram de partidos com as chamadas candidaturas laranja, só como exemplo na última semana, a justiça tirou o mandato de dois vereadores do Recife e outros cinco parlamentares de Tacaimbó, em agosto o TRE já havia tirado o mandato de dois vereadores de Itambé.

Em Vicência, o partido PROS foi acusado por fraude à cota de gênero, e o processo deve ser julgado nos próximos dias pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral. Caso o TRE mantenha a linha, os vereadores Almi de Melo e Pirraia de Angélicas teriam seus mandatos cassados e os suplentes João Milanês e Nado da Saúde tomariam posse das vagas na Câmara Municipal.

Segundo o resultado das eleições 2020, das 6 candidaturas de mulheres registradas pelo PROS, 4 delas não tiveram nenhum voto no pleito, para agravar ainda mais, uma das candidatas chegou a pedir votos em suas redes sociais para outro postulante ao cargo de vereador, ou seja, seu concorrente. Configurando assim, fraude à cota de gênero, elas apenas cumpriram formalmente o percentual mínimo de 30% de candidaturas de gênero, mas não tinham o intuito real de competir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
[google15e3fca17010618c.html]