terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Mais um integrante da “lista da morte” assassinado em Chã Grande


Um adolescente de 17 anos foi assassinado a tiros no município de Chã Grande, na Mata Norte do Estado, por homens que o abordaram em um carro branco. A vítima, José Moisés Avelino Sitonho, integrava uma das duas listas da morte que circulam no município desde 2016. Desde então, o município já registrou oito assassinatos e uma tentativa de homicídio de pessoas que estavam nas listas.

Na semana passada, um homem de 18 anos foi baleado no pescoço e no ombro. Ele já vinha sendo ameaçado desde que o nome dele foi colocado em uma lista da morte colada no muro de uma escola abandonada de Chã Grande. Identificado como “Macílio Rua da Água”, ele era o nono dos 12 que integravam a lista. O primeiro, “Isaque de Camela”, foi assassinado em fevereiro do ano passado. A segunda lista da morte, com 19 pessoas, foi colada no cemitério da cidade.

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, a suspeita é de que os crimes estejam relacionados com o tráfico de drogas. Desde que os assassinatos começaram a acontecer, quando um áudio ameaçador também começou a circular nas redes sociais, moradores da cidade, incluindo familiares dos integrantes da lista, vivem amedrontados.

O corpo de José Sitonho, assassinado no sábado (12), foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, que fica no Agreste de Pernambuco.  OP9

Nenhum comentário:

Postar um comentário