ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Prefeito de Vicência decreta luto oficial pela morte de Armando Monteiro Filho

O prefeito de Vicência, Guiga Nunes decretou nesta terça-feira (2), luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-ministro Armando Monteiro Filho, que morreu nesta manhã, aos 92 anos.

Em nota, o gestor lamentou profundamente o falecimento, além de exaltar a importância e os serviços prestados pelo ex-ministro ao município de Vicência, seja como político, ou, como empresário, através da Usina Laranjeiras, que pertence à família.

HISTÓRIA:

Armando de Queiroz Monteiro Filho (Recife, 11 de setembro de 1925 – 2 de janeiro de 2018) foi um engenheiro e político brasileiro.

Filho de Armando de Queiroz Monteiro e de Maria José Dourado de Queiroz Monteiro. Estudou engenharia na Universidade do Recife, ingressando em 1945. Participou ativamente da política estudantil, tendo sido eleito deputado estadual por Pernambuco, em 1950, pelo PSD. Não conseguiu assumir devido ao parentesco com o então governador do estado, Agamenon Magalhães, que era seu sogro.

Em 1954 foi eleito o deputado federal mais votado em Pernambuco.
Foi ministro da agricultura no governo de João Goulart, de 8 de setembro de 1961 a 26 de junho de 1962, nomeado pelo então primeiro-ministro Tancredo Neves.

Foi candidato ao governo de Pernambuco, em 1962, sendo derrotado por Miguel Arraes. Durante a ditadura foi filiado ao MDB, tendo depois se transferido para o PDT.

Voltou a concorrer na política em 1994, e como candidato ao senado foi derrotado. Em 1998 transferiu-se para o PMDB.

É pai do senador Armando Monteiro Neto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário