ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Juíza amplia prazo de investigação de acidente que matou Eduardo Campos

A juíza da 4ª Vara Federal de Santos, Alessandra Nuyens Aguiar Aranha, atendeu pedido feito por Ana Lucia Arraes de Alencar e Antonio Ricardo Accioly Campos, mãe e irmão do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e ampliou o prazo da investigação sobre o acidente aéreo que resultou na morte do então candidato à Presidência da República, em 2014.

A magistrada suspendeu a prescrição do caso, que aconteceria no dia 13 deste mês. Terminado este prazo, a família não poderia mais ingressar na Justiça para investigar o desastre aéreo. A família alegou que o laudo feito pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), apontando falha ahumana ocmo sendo a causa do ocorrido, era inconsistente. Além disso, a família alega que o Relatório de Investigação do Controle do Espaço Aéreo (Ricea) teria demonstrado erros na conclusão do Cenipa.

O processo sobre o acidente foi enviado pela juíza Alessandra Nuyens para o Ministério Público Federal, que irá decidir sobre o pedido de produção de novas provas sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário