ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Estudantes de escolas públicas podem tirar CNH de graça com nota do ENEM

Estudantes e ex-estudantes de escolas públicas estaduais de Pernambuco podem participar do Programa CNH Popular Educação - ENEM a partir desta quinta-feira (17). O projeto, que oferta 265 vagas para os candidatos que apresentaram melhores notas no ENEM 2016 tirarem a Carteira Nacional de Habilitação gratuitamente, é uma parceria entre a Secretaria de Educação e o Detran-PE.

Os interessados têm até o dia 31 deste mês para realizarem a inscrição. Para isto, devem preencher o formulário online disponível do site da secretaria de Educação. Para participar, a pessoa deve ser maior de 18 anos e ter feito o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) de 2016. Os ex-estudantes podem ter concluído o ensino Médio no intervalo de um ano. É importante lembrar que cada escola só poderá ter um candidato contemplado no programa.

Os alunos terão as médias do ENEM 2016 classificadas em ordem decrescente até o limite de vagas (265). Em caso de empate, a preferência é de alunos que obtiveram melhores médias em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; que obtiveram maiores notas em Matemática e suas Tecnologias; que obtiveram melhor nota em redação e os de maior idade. O resultado será divulgado no dia 4 de setembro de 2017.

Quem pode se inscrever?

Estudantes da Rede Estadual de Ensino matriculados no Ensino Fundamental ou Médio, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e nos projetos de Correção de Fluxo das Escolas Públicas da Rede. Podem concorrer alunos e ex-alunos dos 184 municípios de Pernambuco e do Distrito Estadual de Fernando de Noronha.

Documentos

Para realizar a inscrição, o candidato deverá anexar os seguintes documentos: cópia digitalizada do RG; cópia digitalizada do CPF; comprovante digitalizado de residência e resultado do ENEM 2016, que pode ser obtido no site do INEP. Documentos digitalizados em baixa resolução ou qualidade, ilegíveis ou não oficiais serão desclassificados do programa.

Informações do JCOnline 

Nenhum comentário:

Postar um comentário