ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Ex-prefeito de Vicência é acusado por usar dinheiro público para pagar dívidas de campanha

O ex-prefeito de Vicência, Paulo Tadeu (PSB) é alvo de várias investigações do Ministério Público de Pernambuco, esta semana, mais uma grave acusação veio a público. Tadeu está sendo acusado, através do processo 000144-60.2017.8.17.3580 de desviar em seu proveito recursos da folha de pagamentos dos funcionários do município.

De acordo com o Ministério Público, o ex-prefeito utilizou dinheiro público para pagamento de dívida de campanha eleitoral, nos anos de 2009 e 2010. Os valores foram usados para pagar serviços prestados em sua campanha política de 2008.

Ainda segundo o MPPE, o esquema funcionava com o lançamento de gratificações salariais em salários de funcionários, que tinham aproximação com os envolvidos, que posteriormente devolviam os valores, que eram repassados ao ex-prefeito Paulo Tadeu. A fraude ocorreu durante 9 meses, de janeiro a setembro de 2010. “Ou seja, o dinheiro público de Vicência foi utilizado para pagar dívidas de campanha”, afirma a acusação do Ministério Público.

Em nota o advogado do ex-prefeito respondeu a acusação do Ministério Público:

Não há nenhuma surpresa de nossa parte com a matéria intitulada. ¨Ex-prefeito de Vicência é acusado por usar dinheiro público para pagar dívidas de campanha. Já sabíamos que a tese de defesa daqueles servidores que foram demitidos por condutas criminosas e ímprobas contra a administração pública de Vicência seria tentar envolver Dr. Paulo nos crimes que perpetraram contra o povo (peculato, inserção de dados falsos em sistema de informática da administração e formação de quadrilha), sem falar em ato de improbidade. Mas como envolver Dr. Paulo Tadeu, se como Prefeito ele demitiu todos dos envolvidos? Como envolver Dr. Paulo Tadeu se como Prefeito ele denunciou todos os envolvidos ao Ministério Público? Na verdade tentaram criar um fato. E criam de fato. Disseram em seus depoimentos que Dr. Paul o mandou que os inocentes desviassem, roubassem o dinheiro do povo para pagar suas contas. Gente, isso é o maior absurdo já visto na seara jurídica, um coautor denunciar seus compassas ao Ministério Público, sabendo que também seria processado e denunciado por eles. Isso é uma piada. Mas ma verdade sabemos da armação e de onde partiu. Ocorre que ao final todos os envolvidos serão processados. Farei questão de atuar no processo por duas razões. A primeira é defender um homem de bem (Dr.Paulo Tadeu), a segunda é processar por denunciação caluniosa várias pessoas que estão por trás dessa armação. Não esperavam os inteligentes que estão por trás dessa armação, que processo tem contraditório, que processo existe para provar culpa e inocência. Estamos tranquilos, só não posso adiantar nossa tese, mas garanto uma coisa, tem muita gente por trás dessa armação e que vai ser processada por denunciação caluniosa. Somos acostumados a atuar no processo penal, conhecemos as nuances do processo, e já sabemos como tudo aconteceu. Portanto, aos amigos de Dr. Paulo, fiquem tranquilo porque vocês assistirão a um homem de bem ser inocentando e um bando de criminosos serem processados e presos por denunciação caluniosa, que tem pena de 02 a 08 anos de cadeia. Outra coisa, absolvição por falta de prova ou inexistência de prova suficiente para condenação não reintegra servidor demitido em processo administrativo. Vai esse recado. Pois a prova no processo penal é mais rígida do que no processo administrativo. Por último, sabíamos da armação. Se Dr. Paulo tivesse culpa no cartório teria reintegrado os servidores os servidores demitidos, e não o fez.
LYNDON JOHNSON

ADVOGADO DE PAULO TADEU

Nenhum comentário:

Postar um comentário