ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

sexta-feira, 10 de março de 2017

Vicência registra dois homicídios em menos de 24 horas

O município de Vicência viveu uma quinta-feira (9) de muita violência. Em menos de 24h, duas pessoas foram assassinadas, três pessoas foram baleadas e um veículo foi roubado. O dia também foi de muita violência em todo estado, segundo dados repassados pela polícia, foram registrados nas últimas 24h em Pernambuco, 20 homicídios, sendo 14 no interior e 6 na Região Metropolitana do Recife.

Ainda pela manhã, o mototaxista Cristiano Francisco da Silva, 30 anos, conhecido como Santo, foi morto, após ser atingido por seis disparos de arma de fogo. Segundo a Polícia, dois homens, não identificadas, se aproximaram e passaram a efetuar os disparos. O crime aconteceu próximo a Praça Manoel Antônio Bezerra, conhecida por Praça do Cabaré.

Já no início da noite, outro crime foi cometido no município, em frente ao Posto da Comunidade Mãe Rainha. O vigia do PSF, conhecido por Sérgio do Porco foi surpreendido ao chegar ao trabalho, por dois homens armado, que dispararam diversas vezes contra a vítima. Que morreu ainda no local.

Os crimes foram registrados e serão investigados na Delegacia de Polícia Local.

VIOLÊNCIA TOMA CONTA DE PERNAMBUCO

Nos primeiros 65 dias de 2017, Pernambuco já registrou mais de mil homicídios. Só nessa segunda foram registrados 20 crimes violentos letais no estado.

Os parlamentares da Oposição cobram do Governo do Estado a apresentação de um plano para reduzir a violência este ano e no próximo e que esse plano seja de livre conhecimento da população, tendo em vista a redução da transparência na segurança desde o início deste ano.
“Nos últimos três anos, foram mais de 40% de crescimento na violência e o Governo do Estado parece paralisado, sem poder de reação, enquanto o clima vivido nas ruas é de guerra civil”, destacou o deputado Edilson Silva (Psol).

O “Pacto pela Vida” faliu, e o governo não está sabendo mais o que fazer para frear a violência em nosso estado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário