ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Obras inacabadas: O legado de Paulo Tadeu

6 anos não foram suficientes para construção de uma creche
O ex-prefeito Paulo Tadeu (PSB) inegavelmente foi um dos prefeitos que mais iniciou obras em Vicência, entretanto, a maioria de suas construções não foram terminadas e muito menos inauguradas. Em outros casos, a obra chegou a ser entregue, porém, inacabada.

O nosso blog teve acesso com exclusividade, a um relatório prévio, produzido pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, que mostra a situação das construções deixadas pela gestão passada. É impressionante o desrespeito com o dinheiro público.

CRECHE DA CHÃ DOS MANDADOS:

Teto dos banheiros não foi finalizado
Na Chã dos Mandados, um caso que acompanhamos desde o início, a construção da Creche da comunidade. Inicialmente prevista para ser inaugurada em dezembro de 2011, a construção ficou abandonada diversas vezes. O mato tomou conta, muitos matérias foram perdidos, e agora quase no final da gestão do ex-prefeito, Paulo Tadeu, as obras foram retomadas.

Após exatos 5 anos, da primeira data programada para inauguração, a Creche foi inaugurada. Mas, apesar desse tempo todo, a construção foi entregue faltando realizar várias etapas, como mostra o relatório produzido pela atual gestão. Da calçada da entrada, até o reboco do teto do banheiro não foi feito, e não para por aí: Aterramento elétrico, calçada interna de deslocamento, mastro, tampa da caixa de esgoto, bebedouros, acabamento de cerâmica no banheiro, janelas, tomadas, vasos sanitários entre outras ações não foram feitas no local.

POSTOS DE SAÚDE

O mato toma conta da UBS
A construção de duas UBS foram entregues abandonadas a atual gestão.
A UBS da Comunidade Crista, que de deveria ter sido entregue em setembro de 2012, esta totalmente coberta de matos. E os moradores ainda reclamam do local em que ela foi construída, espremida, entre o Estádio Municipal e um canal de esgoto, além disso, bem distante do local que mora a maioria dos pacientes atendidos pelo posto.

No outro lado da cidade, a UBS que deveria atender os moradores dos bairros: Cromácio Figueiredo e João Ramos Maranhão foi entregue com menos de 30% da obra concluída. A inauguração segundo a placa em frente à construção deveria ter sido feita em 2014. Mas, com problemas de prestação de contas e falta de verba, a obra parou e só foi retomada agora em janeiro já na nova gestão.

E o inacreditável aconteceu. Já imaginou inaugurar um posto de saúde, com mobílias e equipamentos emprestados de outra unidade. Pois bem, é isso que os moradores de Turiaçu estão denunciando. Segundo a denuncia, o posto de saúde de Turiaçu foi inaugurado às pressas, nos últimos dias da gestão do ex-prefeito. Como não existia móveis e equipamentos, o material foi pegado emprestado do posto de saúde do engenho Imbu, e devolvido logo em seguida.

CASAS POPULARES

Moradia é um dos grandes problemas enfrentados pela população, não só de Vicência, como das demais cidades brasileiras. Após as enchentes de 2009, o ex-prefeito Paulo Tadeu chegou a prometer construir mais de 500 casas populares. Terminou sua gestão e só algumas casas do projeto Minha Casa minha vida foram entregues. Já as famílias que foram atingidas pelas enchentes de 2009 e 2010 até hoje esperam suas casas. Que até chegaram a ser construídas na Chã dos Mandados, porém, as obras foram abandonadas. 


QUADRAS POLIESPORTIVAS


A construção das quadras poliesportivas durante a gestão do ex-prefeito Paulo Tadeu foi quase uma novela mexicana, sem fim. No total, o Governo Federal destinou verba para construção de três quadras, e o FEM (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal) mandou recursos para reforma de duas. No final, apenas um equipamento foi entregue totalmente finalizado.

O distrito de Trigueiros sonha até hoje com a construção da quadra da Escola Alfredo Gomes. Ficou só no sonho mesmo, porque a obra não saiu, apenas algumas colunas foram feitas no local. O mesmo ocorreu na Escola Luiza Coutinho, no Bairro João Ramos Maranhão, nem o piso chegou ser feito e a construção foi abandonada.

Em Borracha, a quadra chegou a ser inaugurada. Quer dizer, tentaram inaugurar a quadra, de baixo de muita vaia, o ex-prefeito realizou o ato, mesmo com o protesto dos moradores, que não aceitaram a quadra ser entregue, sem ter a obra finalizada.

Na quadra de Angélicas não foi diferente, a reforma que deveria trocar o teto e construir cobogós nos dois lados da quadra não foi finalizada. Após uma construção com várias polêmicas, inclusive com parte da obra desabando, só foi feito cobogós em um lado do equipamento esportivo.

A única quadra que foi entregue, a da Escola Luiz Maranhão foi feita em um terreno fora da escola, em uma região isolada, mesmo a instituição tendo terreno suficiente para construção. Resultado, a quadra só pode ser usada de dia.

MURUPÉ

Acabou o asfalto!
Quando foi anunciado a colocação do asfalto na Vila Murupé, a comemoração foi enorme. As maquinas até iniciaram a obra, mas como virou rotina, não foi terminada. Quem chega em Murupé da de cara com ruas com a metade asfaltada, e a outra metade sem asfalto. Asfalto que não deu nem para chegar no centro da vila.

No Bairro Novo foi feito um murro de arrimo, e anunciado para todos que ali seria construída uma escola infantil. Mais uma vez foi muita comemoração e fogos, ficou só nisso, não foi feito mais nada no local. Hoje o terreno serve para as crianças jogarem bola. Falando em bola, mais uma gestão foi embora e a quadra de Murupé não foi coberta.

Como vocês puderam acompanhar na matéria, o desrespeito com o dinheiro público foi enorme, que serve de alerta para a gestão do atual prefeito Guiga Nunes. E só mostramos as obras que foram iniciadas, porque se for para relatar as obras que foram prometidas e não saíram do papel...

Agora vamos torcer para a atual gestão destravar e finalizar as construções. Quem vai ganhar com isso é a população.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário