ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Governo determina medidas contra grevistas, mas paralisação continua

Foto: Islan de Souza 
Em Pernambuco, os professores da rede estadual de ensino continuam de braços cruzados, mesmo com as determinações do Governo do Estado, publicadas no Diário Oficial desta terça (14). Os servidores iniciaram a greve na segunda-feira (13) e reivindicam que o reajuste concedido aos docentes com ensino médio (antigo magistério), de 13,01%, seja dado a todos os professores.

De acordo com as medidas, o controle de frequência dos professores que aderirem à greve será rigorosamente apurado e, caso os servidores faltem por causa da paralisação, terão desconto na remuneração. Além disso, a determinação inclui também a possibilidade de rescisão dos contratos dos servidores contratados temporariamente e a chance de troca de localização dos servidores lotados nas escolas de referência.

Mesmo com a publicação das determinações, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Fernando Melo, afirmou que a greve está mantida. "Fizemos um levantamento do impacto dessas medidas. Até agora, o que vimos foi que as medidas não alteraram em nada a adesão dos professores, muito pelo contrário, causou mais revolta", comentou Melo. 

Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário