ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

domingo, 8 de março de 2015

Listão de Janot inclui Humberto Costa, Eduardo da Fonte, Pedro Corrêa, sua filha, e Roberto Teixeira

Acabou a espera e também o sigilo. Cinco políticos pernambucanos são listados na peça de acusação da Procuradoria Geral da República.

O gabinete do ministro Teori Zavascki, relator no STF da investigação sobre corrupção na Petrobras,  começou a anunciar os nomes, depois de aceitar em despacho e acatar os pedidos do procurador-geral Rodrigo Janot.

Com a decisão, o STF autoriza a abertura de inquérito para investigar políticos suspeitos de participação no esquema de corrupção da Petrobras revelado pela Operação Lava Jato.

Entre os pernambucanos, foram citados os nomes do senador Humberto Costa e do deputado federal Eduardo da Fonte, do PP.

Ao longo da semana, o senador petista Humberto Costa aproveitou suas entrevistas para apresentar uma espécie de habeas corpus. Ele afirmava que estar na lista não era prova de culpa, uma vez que acusações muitas vezes não se confirmam, como foi o seu caso com a operação dos Vampiros, da Polícia Federal, da qual foi inocentado.

Também foi citado o nome do mensaleiro e ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) e sua filha, Aline Corrêa, ex-deputada estadual pelo PP em São Paulo. O ex-deputado federal, neste momento, está preso em Canhotinho, no interior de Pernambuco, cumprindo pena de reclusão por conta do escândalo do Mensalão. O advogado dele, Marcelo Leal, disse aos sites nacionais que ainda não conversou com o cliente sobre o assunto e, portanto, não tem como se manifestar.

O ex-deputado pernambucano Roberto Teixeira (do PP) também teve o nome envolvido no esquema.

Na bancada federal pernambucana, o que se especulava era que seriam pelo menos seis os nomes de pernambucanos.

O STF estava sendo pressionado pelos políticos e pela sociedade, uma vez que o sigilo jogava uma sombra de dúvidas sobre todo o Congresso. Na próxima semana, a CPI da Petrobras iria fazer o mesmo pedido.

Com informações do Blog do Jamildo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário