ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

domingo, 21 de dezembro de 2014

Governo não deve convocar mais aprovados em concurso da PM


Na sequência do primeiro encontro com os novos secretários, neste sábado (20), o governador eleito Paulo Câmara (PSB) comentou a situação dos aprovados no concurso da Polícia Militar que ainda aguardam a convocação desde 2009. O socialista argumentou que aqueles que não foram convocados para fazer os testes físicos não deverão mais ser chamados.

Segundo o socialista, o governo não vai conseguir aproveitar todos os aprovados antes do vencimento do concurso, em fevereiro de 2015. “Se não chegaram a ser chamados para os testes, não dá tempo para fazer os testes e concluir o concurso até fevereiro. Tudo que foi possível fazer para aproveitar o máximo de classificados neste concurso, dentro do prazo que nós tínhamos, está sendo feito. Temos uma expectativa de chamar esse ano algo em torno de 2 mil novos PMs para serem incluídos”, explicou.

Câmara lamentou a impossibilidade de incorporar todos os aprovados, mas garantiu a realização de novos concursos em seu governo. “Não dá para chamar todos os classificados. Não dá porque não teve tempo hábil para isso. Agora, uma área como essa, eu posso afirmar aqui claramente para vocês que tão logo se vença esse concurso, a gente já vai dar início aos preparativos para ter outro”, frisou.

No mês de novembro deste ano, o governo divulgou uma lista com 3.500 aprovados na primeira etapa do concurso, realizado em 2009. Os melhores colocados passaram para a segunda fase da seleção, iniciada no dia 4 de dezembro, com teste psicológico. Um grupo de aprovados que ainda aguarda a convocação realizou uma manifestação no dia da diplomação dos eleitos, realizada nesta sexta-feira (19) no Centro de Convenções. 

Com informações do Blog da Folha 

Nenhum comentário:

Postar um comentário