ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

ANUNCIE LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Natural de Aliança, Joelinton ainda mora na Ilha do Retiro e sonha em ajudar a família

Joelinton é um sujeito magro e alto – com quase dois metros de altura. É difícil passar despercebido por onde passa. De andar largado, por vezes lento, tenta evitar chamar atenção. Tímido, prefere caminhar olhando para o chão. De origem humilde, carrega no seu íntimo o desejo intenso de vencer na vida. Para tanto, escolheu o futebol. Ou melhor: na verdade, o futebol o escolheu. Natural da área rural de Aliança, o menino de então 14 anos viu a sua cidade receber o famoso “peneirão” rubro-negro em busca de novos talentos. Passou. Adulto aos 18 anos ainda não percebeu que o sonho começou a se tornar realidade.

Menos de 24 horas depois de ser um agente ativo na vitória do Sport sobre o Figueirense, o atacante recebeu a reportagem no quintal de casa: a Ilha do Retiro. Foi a primeira vez que o atleta, filho de um funcionário que cuida do almoxarifado de uma usina e uma dona de casa, concedeu uma entrevista exclusiva, tratando especificamente da sua carreira. A conversa aconteceu em um banco no estacionamento da concentração, onde ele mora desde 2011. Por mais de uma vez, Joelinton se pegou dizendo: “quando eu for jogador…”, sem nem se dar conta que já é. Talvez ainda seja reflexo de um salário modesto, de quem ainda anda de ônibus e sonha com o primeiro carro, a primeira casa.

Quando o técnico Eduardo Baptista voltou do intervalo com uma substituição inesperada, muitos torcedores se olharam e trocaram a mesma pergunta: quem seria o tal Joelinton, substituto de Danilo? Artilheiro do estadual deste ano pelos juniores (15 gols em 12 jogos) e já convocado para a seleção brasileira sub-17 (em 2012), ainda era necessário se apresentar melhor. Joelinton deu seu jeito. Passe para Ibson no pênalti que originou a vitória. E se as três oportunidades de finalizar não obtiveram sucesso, a contrapartida veio no domínio, nos passes, no modo tranquilo como o atleta estreou em uma Série A, com o Sport sob pressão.
 
Titularidade

Personalidade que rendeu elogios do técnico Eduardo Baptista e criou, desde já, uma expectativa na torcida. Com o elenco carente de centroavantes, a próxima chance de Joelinton pode nem demorar a chegar. Com Diego Souza suspenso e Neto Baiano ainda se recuperando de lesão, há a possibilidade de o jovem atacante ser titular domingo, contra o Flamengo, na Arena Pernambuco. Talento de sobra e cabeça no lugar são virtudes que o atleta já apresentou. O sucesso parece ser uma questão de tempo. As barreiras mais difíceis, Joelinton já deixou para trás. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário