segunda-feira, 30 de junho de 2014

Convenção homologa candidaturas de Armando Monteiro e João Paulo


A festa da convenção da coligação "Pernambuco Vai Mais Longe", que homologou as candidaturas de Armando Monteiro (PTB) a governador, Paulo Rubem Santiago (PDT) a vice-governador e João Paulo (PT) ao Senado, marcou a largada da chapa majoritária para a campanha eleitoral. O ato reuniu mais de 25 mil pessoas, vindo de caravanas de todas as regiões de Pernambuco. O evento ocorreu na casa de festas Palladium, em Caruaru, no Agreste.

Em seu discurso, Armando Monteiro destacou que, entre as prioridades de seu futuro governo, está o compromisso com a educação e com os investimentos em infraestrutura. Armando também defendeu um desenvolvimento social e econômico mais equilibrado em todas as regiões de Pernambuco, além do reforço nas áreas da saúde, segurança e estímulo aos micros e pequenos empresários.

"Essa aliança tem o compromisso com a interiorização do desenvolvimento, com a educação, de forma a promover uma revolução no Estado. E de construir o melhor ambiente para que os micros e pequenos empresários operem", disse.

Armando Monteiro frisou que em Pernambuco vai montar um palanque para a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O candidato a governador reforçou a ligação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e falou sobre a representatividade da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, formada por PTB, PT, PDT, PSC, PRB e PTdoB.

Candidato a vice-governador, Paulo Rubem destacou em seu discurso algumas áreas que merecerão atenção no futuro governo. "Precisamos olhar diferente para a agricultura familiar, o cooperativismo, o artesanato, a pesca. Precisamos de uma política pública que beneficie o homem do campo", destacou, lembrando ainda que o povo de Pernambuco tem direito a uma educação de qualidade, um compromisso de Armando.

Já o candidato ao Senado João Paulo salientou a parceria entre os governos do Estado e federal. "Lula sabe da importância de eleger Armando. Pernambuco precisa dar passos à frente", disse o ex-prefeito do Recife, ao lado de lideranças políticas de todo o Estado.

"O legado do PT começou com a vitória de Lula em 2002. Isso só foi possível porque o povo entendeu e escolheu o projeto político de Lula", reforçou João Paulo. "E o ex-presidente me disse que sempre pôde contar com Armando quando precisou e que sua relação com os aliados sempre o dignificou", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário