LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

LIGUE AGORA 81 9 9685-2843

terça-feira, 25 de julho de 2017

Vicência: Coordenadoria da Mulher e Casa da Juventude oferecem cursos à comunidade



A Prefeitura de Vicência, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, dará início no dia 1º de agosto ao curso de culinária, que será oferecido pela Coordenadoria da Mulher e Casa da Juventude. As aulas acontecerão das 14h às 16h, e serão ministradas por Irenisa Borba. As inscrições já foram encerradas.

O espaço oferece também o curso de computação básica e avançada, para pessoas de 15 a 29 anos. Ainda há vagas disponíveis com direito ao certificado. As ofertas são uma oportunidade para pessoas que buscam se profissionalizar, ingressar no mercado de trabalho ou iniciar seu próprio negócio.

De acordo com a gestora da Casa da Juventude, Viviane Carla, e a coordenadora do Espaço da Mulher, Ilda Cazumbá, novos cursos estão sendo analisados para que possam ser oferecidos em breve. Além de programas como: Cine Jovem e Festival da Juventude, para melhor acolher os jovens da comunidade.

O espaço funciona das 8h às 17h, e está localizado em novo endereço: na rua Arthur Estelita, nº 31, por traz da Igreja Matriz.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Fórum é alvo de arrombamento em Nazaré da Mata

O Fórum do município de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, foi arrombado neste domingo (23). De acordo com o 2º Batalhão de Polícia Militar, bandidos quebraram dois cadeados e entraram por uma porta lateral. Apesar disso, nada teria sido levado.

Ainda segundo a PM, o local estava revirado, com diversos documentos bagunçados, mas inicialmente não foi identificado nenhum objeto roubado pelos funcionários do fórum. Há indícios que os suspeitos chegaram a tentar levar um frigobar do local, mas sem sucesso.

A Polícia Civil foi acionada e peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local neste domingo (23), fazendo perícia do estabelecimento. Ainda não há informações sobre quantas pessoas estão envolvidas no crime ou seu paradeiro. Informações do G1PE.

Investigadas por vender comida podre em PE são proibidas de participar de licitações

Uma empresa que fornecia carne com prazo de validade vencido a hospitais e escolas públicas de Pernambuco é o alvo principal da Operação Comunheiro II, deflagrada na última sexta-feira (21) pela Polícia Civil de Pernambuco. Ao todo, nove companhias que atuam nos ramos alimentícios, de material de escritório e de prestação de serviços são investigadas por lavagem de dinheiro e crimes licitatórios. Em coletiva de imprensa, os investigadores informaram que teve Medida Cautelar aceita pela Justiça proibindo as nove empresas de contratar com o Poder Público.

O delegado Izaias Novares alertou para a existência de vinte caixas de carne estragada fornecidas pela WJR Comercial e que podem estar em qualquer lugar e pediu atenção a gestores públicos para que verifiquem todo o material recebido.

Além dela, também estão envolvidas no esquema a Comercial Ribeiro e Santos; Onix Comércio e Representações; F. Araújo Distribuidora; Comercial Américo - Produtos Alimentícios, Higiene e Variedades; Martins e Andrade; WJR Comercial; Neomax Comércio e Serviços LTDA.; Mega Fácil Empreendimentos LTDA; Nutrinor; Pride Comércio e Papelaria e Embalagens.

Segundo a Polícia Civil, além de fornecer carne com prazo de validade vencido a hospitais e escolas públicas de todo o Estado, "do litoral ao Sertão", as empresas funcionavam tipo "guarda-chuva", atendendo a todo tipo de serviço.

Sete presos
A Operação Comunheiro II culminou na prisão de sete pessoas. Foram expedidos oito mandados de prisão preventiva ou temporária. Desses, sete foram cumpridos. Também foram realizados 26 mandados de busca e apreensão domiciliar e outros 12 de condução coercitiva.

Entre os alvos para prisão temporária e buscas domiciliares estão Antônio Carlos Barreto, mais conhecido por Tota Barreto; Danilo Ribeiro dos Santos Ribas; Reinaldo Felix Campos Uchoa Cavalcanti, ou "Macarrão"; Reginaldo de Almeida Barros Junior (Regis); José Florêncio da Silva, ou "Pelé"; Vital José Moreira Neto; Itamar Carlos da Silva; Bruno Santa Rosa; e Marcos Bacelar de Andrade, o Marquinhos. Todos eles são investigados por crime licitatório, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Leia também:
Operação combate lavagem de dinheiro no Grande Recife e Mata Sul
Operação prende suspeitos de vender comida vencida a hospitais e escolas de PE

O "Regis" e José Florêncio da Silva são da WJR, que tem contratos de R$ 38 milhões e é a empresa responsável pelo fornecimento de 20 caixas de carne podre. A empresa é de São Lourenço da Mata.

Danilo Ribeiro dos Santos Ribas está foragido. Ele é sócio da Onix e colocou os pais idosos como sócios da empresa sem que eles soubessem.

Também estão envolvidas no esquema três ex-servidoras da Comissão de Licitação da Câmara de Carpina, na Zona da Mata. São elas: Rúbia Correia de Souza, Karina Alves de Lima e Teresa Cristina Cavalcanti de Arruda. Elas também estão sendo investigadas por crime licitatório, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Rúbia, de acordo com a Polícia Civil, é pessoa de confiança de Tota Barreto e já foi presa.

Com informações de Ulysses Gadêlha, da Folha de Pernambuco.

Gasolina aumenta em Vicência, mas ainda é possível encontrar preços sem o aumento

Os motoristas vicencianos já começam sentir no bolso o aumento anunciado pelo governo, na semana passada. O aumento em um dos postos chegou a R$ 0,42 centavos. Valor que no final do mês vai dá uma grande diferença.

Segundo levantamento feito pelo nosso blog na manhã desta segunda-feira (24), ainda é possível encontrar gasolina sem o aumento. O Posto São José (Café), ainda comercializa o combustível pelo valor de R$ 3,25. A variação chega R$ 0,67, com o posto N.S. do Carmo, que já repassou o aumento para o consumidor.

Confira os preços:
São José (Café) – R$ 3,25
São Sebastião (Borracha) – R$ 3,39
São José (Blazer) – R$ 3,73
Japhelândia – R$ 3,85
Nossa Senhora do Carmo – R$ 3,81 ou aditivada por R$ 3,92 
Petrovia – --,-- (Não exibia o valor em frente ao Posto)

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), o aumento já foi repassado nos postos, que já receberam novas cargas de combustível das distribuidoras, com o aumento do PIS e Confins. Se a alta de impostos for repassada na íntegra para o consumidor, o litro da gasolina deverá ficar, pelo menos, R$ 0,41 mais caro em todo o território brasileiro. 

Moradores denunciam escuridão nas ruas de Tracunhaém

Os moradores do município de Tracunhaém não aguentam mais tanta escuridão nas ruas da cidade. Segundo o que alguns internautas denunciaram através do WhatsApp do Blog do Islan, vários postes estão com as lâmpadas queimadas, no Loteamento Liberdade e em outros locais da cidade.

Os moradores já procuraram diversas vezes a Prefeitura Municipal, mas até o momento nada foi feito para melhorar a iluminação pública do local. O que mais preocupa a população é que com a escuridão, o número de assaltos vem aumentando no município, deixando os moradores com medo de sair de casa no período noturno.

Nossa reportagem entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Tracunhaém, mas até a publicação desta matéria não tivemos resposta sobre o assunto. 

sábado, 22 de julho de 2017

TCE suspende pagamento indenizatório da Arena Pernambuco

Foto: Islan de Souza
Medida Cautelar expedida monocraticamente pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) determina ao Governo do Estado que suspenda o pagamento da rescisão do contrato de concessão administrativa da exploração da Arena Pernambuco até outra deliberação da corte.

De acordo com o conselheiro, nos termos da Lei Estadual nº 12.600/2004, assim como na Resolução do TC nº 29/2016, o TCE possui legitimidade para expedição de medidas cautelares a fim de determinar à administração pública "que adote medidas destinadas a prevenir lesão ao erário e garantir a efetividade de suas decisões".

O conselheiro ainda acrescenta que, em juízo preliminar restam presentes os pressupostos para emissão da "tutela acautelatória" dado o justificado receio de "irremediável prejuízo ao erário estadual".

A decisão de Dirceu Rodolfo foi embasada por um ofício encaminhado pela Procuradoria Geral do Estado questionando o pagamento do saldo dos 25% do investimento na obra, parceladamente, com correção monetária, à Construtora Odebrecht. De acordo com o conselheiro, quando da assinatura do Termo de Ajuste de Gestão para a definição dos valores reconhecidos à concessionária no instrumento rescisório, a título de ressarcimento do investimento, admitiu-se que a obra custou R$ 479 milhões, embora a auditoria do TCE tenha constatado a inexistência de orçamento detalhado para a sua construção. Os R$ 479 milhões correspondem ao valor previsto no contrato.

"A relevância deste achado de auditoria compeliu o conselheiro relator a determinar a abertura de nova Auditoria Especial com o objetivo de acompanhar a execução contratual e realizar o exame final da economicidade da obra no momento em que ela for repassada definitivamente ao Estado", acrescentou Dirceu Rodolfo.

Foto: Islan de Souza
Além disso, o conselheiro também disse que, apesar das reiteradas solicitações feitas pelo TCE, o órgão não recebeu a planilha orçamentária de preços e serviços que contivesse os elementos necessários ao exame final da economicidade da obra. Por isso, determinou à Coordenadoria de Controle Externo do Tribunal a abertura de nova auditoria nos demonstrativos contábeis do concessionário, desde sua contratação em junho de 2010 até o ano de 2013, quando a obra foi concluída, de modo a verificar os valores contabilmente registrados.

A auditoria concluiu que o equipamento custou para a concessionária R$ 389.921.006.17 - valor R$ 89.078.993,83 inferior ao previsto contratualmente.

De acordo com o TCE, a Procuradoria do Estado foi notificada e refutou a conclusão dos auditores afirmando que os dados da concessionária não traduzem com exatidão os valores desembolsados. Segundo o que foi apresentado pelo procurador César Caúla, o custo final da obra foi de R$ 502.532.861,27.

O conselheiro determinou que fossem paralisados os pagamentos da rescisão contratual entre o Governo do Estado e a Odebrecht "dada a urgência em estancar a sangria nos cofres públicos estaduais, no bojo do contrato de concessão".

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Vicência encerra mais uma participação na Fenearte com resultados positivos



Cerca de 50 artesãos vicencianos participaram da 18ª edição da grande Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), que aconteceu no Centro de Convenções de Pernambuco, entre os dias 06 a 16 de julho.

A participação no evento que é o maior da América Latina foi muito importante para que os artistas do município pudessem expor e vender seus produtos entre artesãos de todo o país e do exterior. Foram mais de 5 mil artesãos expondo e comercializando seus produtos.

De acordo com a coordenadora de artesanato, Neide Ribeiro, a exposição e comercialização dos produtos dos artistas vicencianos, trouxe grandes resultados e superou a expectativa em vendas e encomendas. “Os estandes foram bastante visitados por um público maravilhoso, tanto do município, como do Brasil, além de muitos estrangeiros”, comemorou.

Vicência e região registra fortes chuvas nas últimas 24 horas

Desde a tarde desta quinta-feira (20), uma chuva constante cai em Vicência e em toda região. Segundo dados coletados pela APAC, choveu 69 milímetros nas últimas 24 horas no município. Volume de água esperado para mais de 10 dias, no mês de julho, que já é um mês bastante chuvoso. 

Vicência será uma das sedes da Copa Pernambucana de Bandas e Fanfarras

O município de Vicência foi escolhido para sede de uma das etapas da 9ª edição da Copa Pernambucana de Bandas e Fanfarras. Cerca de 30 bandas das escolas públicas da Zona da Mata e Agreste estarão se apresentando durante o evento.

A Copa é realizada pelo Governo do Estado, com o apoio da Prefeitura de Vicência e da Secretaria Municipal de Educação.

As apresentações irão ocorrer no dia 5 de agosto, a partir das 8h da manhã, no Ginásio de Esportes. A entrada é gratuita. 

Organização presa em PE entregava comida podre a crianças de escolas públicas, diz chefe de polícia

A associação criminosa desarticulada pela ‘Operação Comunheiro II’, deflagrada nesta sexta-feira (21), fornecia alimentos podres e fora do prazo de validade para crianças de escolas públicas em Pernambuco. A afirmação foi feita pelo chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral, que fez um balanço parcial da ação. O valor dos danos aos cofres públicos é de pelo menos R$ 40 milhões.

“Primeiro, os envolvidos nos crimes de fraude em licitação e lavagem de dinheiro ofereciam amostras de boa qualidade para as prefeituras. Depois, entregavam produtos fora do prazo e com data adulterada. Era carne podre”, declarou.

Segundo Amaral, foram presos empresários responsáveis por nove empresas envolvidas em fraudes em licitações em pelo menos seis prefeituras: Recife, São Lourenço da Mata e Itamaracá, na Região Metropolitana, além de Paudalho, Buenos Aires e Carpina, na Zona da Mata Norte.

Veículo teria sido comprado com dinheiro do esquema
Além dos responsáveis pelas empresas, também foram alvo da operação e estão detidos servidores e ex-servidores da Câmara de Vereadores de Carpina e da Prefeitura de Buenos Aires, que participavam efetivamente do esquema de fraudes. O chefe da Polícia Civil de Pernambuco revelou que a associação criminosa combinava licitações para depois repartir o dinheiro arrecadado.

“Eles combinavam as licitações para uma das integrantes do grupo vencer. Eles ficavam com 15% do total do dinheiro entregue pelo poder público. Uma das empresas, sozinha, faturou R$ 38 milhões”, afirmou.

Além das fraudes, o grupo, segundo a polícia, praticava lavagem de dinheiro. O esquema tem envolvimento com compra de veículos de luxo. “Apreendemos sete carros. Eles atuavam do litoral ao Sertão. É muito dinheiro desviado”, observou Joselito do Amaral. Informações do G1 PE.